Médico suspeito de estuprar pacientes é alvo de nova denúncia do MP

Sobrinha do suspeito teria feito ameaças a vítima

Jornal de Brasília

Jornal de Brasília

Jornal de Brasília

Da redação
redacao@grupojbr.com

O Ministério Público do Ceará (MPCE) apresentou nova denúncia contra José Hilson de Paiva, prefeito afastado de Uruburetama e acusado de estupro a diversas mulheres enquanto era médico. A denúncia também se estende à sobrinha de José, Cristiane Cordeiro Paiva, vereadora de Uruburetama. 

Conforme o MP, a queixa se diz respeito a uma das mulheres vítimas de constrangimento e ato libidinoso pelo médico. Ele filmou o momento do crime e ameaçou a mulher, contando que mostraria o vídeo para o marido dela, caso ela não cedesse às tentativas criminosas. 

Cristiane, a sobrinha do médico, por sua vez, foi condenada por tentar coagir a vítima para que não relatasse às autoridades o crime sofrido, orientando-se a assumir relacionamento extraconjugal consensual. Caso contrário, sofreria perseguições na cidade. 

Dessa forma, o MP demanda agora que José Hilson de Paiva seja condenado por conjunção carnal e ato libidinoso, enquanto Cristiane por tentativa de interferir no processo.