Pai e tio suspeitos de envolvimento em suposto estupro e morte de bebê de oito meses são soltos

Mãe segue em prisão temporária. Eles foram liberados após reconstituição do caso 

Da redação
redacao@grupojbr.com

O pai e o tio da bebê de oito meses, que deu entrada em um hospital sem vida no dia 13 de setembro, foram soltos nesta semana. De acordo com as investigações policiais, ambos são suspeitos de possível envolvimento no suposto estupro cometido contra a criança. 

Segundo o delegado responsável, a mãe segue presa temporariamente. A reconstituição do crime aconteceu na última terça-feira (8). 

O delegado afirma que a polícia encontrou o suposto vinho que eles teriam tomado, uma garrafa de dois litros com teor alcoólico de 10%. Há um indicativo de utilização de drogas por parte dos três. A mulher nega, mas tudo será apurado. 

Segundo o que foi informado pelo médico legista, segundo o delegado, a morte da bebê foi por asfixia. O objetivo agora é saber como o crime ocorreu. Sobre a suspeita de estupro, o delegado explica que exames ainda serão realizados. 

O tio, de acordo com a polícia, já não cumpre mais prisão temporária. O delegado afirma que ele está bem afastado da conduta de suposto abuso e homicídio. 

Quanto a mãe, que na primeira semana após o crime cumpria prisão domiciliar, voltou à segregação e seguirá até o próximo dia 13 de outubro.