Polícia desmonta golpe de venda de carros

A quadrilha anunciava veículos em sites de vendas. Após fisgar as vítimas com boas condições de vendas, pedia depósitos como forma de entrada no pagamento, afim de garantir a compra

Jornal de Brasília

Jornal de Brasília

Jornal de Brasília

Da Redação
redacao@grupojbr.com

Um grupo de amigos que enganou cerca de 100 vítimas acabou sendo preso em um condomínio de luxo em Caldas Novas nesta quinta-feira (26). Um outro integrante foi preso em Goiânia.

A quadrilha anunciava veículos em sites de vendas. Após fisgar as vítimas com boas condições de vendas, pedia depósitos como forma de entrada no pagamento, afim de garantir a compra. Os depositos giravam entre R$1,5 e R$ mil.

Com o valor depositado em conta, era indicado um endereço na cidade de Goianésia, onde a vítima poderia buscar o carro. No entanto, não existia nenhuma empresa ou veículos no local. Para evitar que fossem identificados, os integrantes da organização criminosa usavam nomes falsos.

Segundo o delegado da Polícia Civil. Glênio Ricardo, A polícia acredita que o grupo enganou pessoas em Goiás e outros estados. “A investigação demonstrou que há vítimas no estado todo, inclusive fora do estado. Eles agiam há mais de um ano”, afirmou.

Durante a operação, foram apreendidos dois carros de luxo, avaliados em R$ 100 mil cada, uma arma de fogo, celulares, documentos falsos e comprovantes bancários. As autoridades calculam que eles tenham lucrado R$ 250 mil.

Mais de 40 pessoas já procuraram a polícia para denunciar os casos de estelionato relacionados a esse grupo. A polícia acredita que há outras 60 possíveis vítimas.

Os quatro presos foram encaminhados ao presídio de Goianésia. De acordo com informações da Polícia Civil, as investigações apontam que há outras pessoas envolvidas no esquema que ainda não foram presas.