Setor público e privado…

Setor público e privado…

A Receita Federal realiza hoje o Fórum de Simplificação e Integração Tributária, onde serão discutidos projetos que melhoram o ambiente de negócios e alavancam a competitividade das empresas brasileiras.

…em busca de soluções
É uma iniciativa conjunta entre Receita, Sebrae e Enat, em favor de dias melhores para a economia nacional.

BRB e o esporte I
O Projeto “Tô No Jogo” teve início este ano. Hoje, atende 25 alunos e utiliza a prática esportiva do tênis de quadra como atividade complementar ao tratamento de portadores de deficiência intelectual.

BRB e o esporte II
Vasco Gonçalves, presidente do BRB, destaca que projetos como esse são de grande importância para a sociedade: “De acordo com dados do IBGE, de 2015, cerca de 6% da população brasileira tem algum tipo de deficiência, seja ela auditiva, física, visual ou intelectual. Portanto, projetos que visem à inserção dessas pessoas na sociedade são de grande valia. E o BRB, como banco da cidade, entende a necessidade de contribuir com o andamento e com o crescimento de iniciativas como essa”.

BRB e o esporte III
A brasiliense Cláudia Chabalgoity, uma das melhores tenistas profissionais do Brasil, campeã brasileira, sul-americana, pan-americana e quinta melhor do mundo juvenil, está à frente do projeto.

Tesourômetro
A Associação dos Docentes da Universidade de Brasília vai inaugurar, nesta quarta-feira, às 17h, o Tesourômetro. O painel eletrônico mostra, minuto a minuto, o impacto em reais dos cortes de financiamento federal para as áreas da ciência, tecnologia e humanidades desde 2015, tendo como referência o orçamento federal aprovado para aquele ano.

Balanço
A Caixa Econômica Federal anuncia, às 10h, o balanço de pagamento das contas inativas do FGTS. Na ocasião, o presidente da CAIXA, Gilberto Occhi, e o diretor de Fundos de Governo, Valter Nunes, apresentam o resultado dos pagamentos das contas abrangidas pela Lei 13.446 /2017.

Efeito Neymar
O jogador brasileiro transformou a capital da cultura, numa típica capital de país do futebol: multidão de fã nas ruas; imprensa que não fala de outro assunto, com horas de transmissão ao vivo e; fila de mais de 1h nas lojas para comprar a camisa 10 do PSG. Toda a cidade sob o efeito hipnótico do popular futebol tupiniquim. Na foto, o presidente do clube, Nasser Al-Khelaifi e Neymar seguram a tão cobiçada camisa.

Saiba mais em Jornal de Brasília