Jornal de Brasília Tiroteios deixam dois mortos e dois feridos no Morro da Coroa, no Rio

Tiroteios deixam dois mortos e dois feridos no Morro da Coroa, no Rio

Segundo a Secretaria de Estado da Polícia Militar, o tiroteio que feriu a família foi provocado por criminosos de quadrilhas rivais, que travam uma disputa territorial na comunidade

Segundo a Secretaria de Estado da Polícia Militar, o tiroteio que feriu a família foi provocado por criminosos de quadrilhas rivais, que travam uma disputa territorial na comunidade

Jornal de Brasília

Jornal de Brasília

Jornal de Brasília

Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas em decorrência de tiroteios neste sábado, 15, no Morro da Coroa, no Catumbi, região central do Rio de Janeiro. Três delas eram moradoras da comunidade e pertenciam à mesma família.

O cinegrafista Rafael da Silva Santos, de 33 anos, foi atingido à tarde em casa, num dos acessos à comunidade. A irmã e o sobrinho de Santos também foram feridos pelos tiros. Os três foram socorridos e levados ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro da cidade, mas o cinegrafista não resistiu aos ferimentos e morreu.

A irmã e o sobrinho da vítima prestaram depoimento à Polícia Civil depois de receberem atendimento médico.

Segundo a Secretaria de Estado da Polícia Militar, o tiroteio que feriu a família foi provocado por criminosos de quadrilhas rivais, que travam uma disputa territorial na comunidade. Os policiais teriam reforçado a segurança na região após a notificação sobre a troca de tiros.

À noite, equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) realizaram uma operação no Morro da Coroa. Segundo a PM, os agentes foram recebidos a tiros na Rua Miguel Resende, dando início a um novo tiroteio. De acordo com a Polícia Civil, o corpo de um homem, ainda não identificado, foi encontrado próximo a uma escadaria que dá acesso ao local do tiroteio travado entre os policiais militares e criminosos. A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do assassinato.

Na operação, os policiais militares apreenderam um fuzil, uma pistola, munições de fuzil, cinco carregadores e um rádio comunicador.