Mais três pessoas são presas na Operação Xeque Mate, que investiga o tráfico de drogas no DF

Há um mês, ação prendeu o maior traficante do DF, que faz parte do grupo

Trio tinha funções definidas na organização criminosa de tráfico de drogas

Trio tinha funções definidas na organização criminosa de tráfico de drogas

Mary Leal

A Cord (Coordenação de Repressão às Drogas) realizou mais três prisões de pessoas envolvidas com o tráfico de drogas. A ação faz parte da Operação Xeque Mate, que investiga uma associação criminosa que atua em vários estados.

Os criminosos foram encontrados em Ponta Porã (MT), na manhã desta quarta-feira (3) e, segundo o delegado Luiz Alexandre Gratão, trazidos para Brasília na aeronave da Polícia Civil do Distrito Federal.

Segundo a polícia, o responsável pela interlocução do grupo sul-mato-grossense com a liderança da quadrilha no Distrito Federal era Marcelo da Costa, 34 anos.  

Vidal Cueto, 47 anos, teria a função de contatar caminhoneiros que transportavam a droga para o DF, enquanto Rosane Ferreira, 31 anos, era responsável pelas finanças do grupo e tinha em seu nome um dos caminhões usados pelo bando.  

Gratão explicou que após as investigações da PCDF, a polícia do Mato grosso do Sul ajudou a efetuar a prisão.   

— Nós os monitorávamos e já sabíamos da sua participação na quadrilha, a prisão aconteceu assim que conseguimos o mandato de prisão.   

A operação teve início em 2 de junho deste ano com a prisão de oito pessoas, entre elas o maior traficante de cocaína do Distrito Federal, em várias cidades do DF.

Leia mais notícias no R7 DF

Retrato falado ajuda polícia a prender homem acusado de dois estupros

Em junho, foram apreendidos com o grupo 74 quilos de cocaína tipo "escama de peixe", 36 quilos de crack, cinco armas de fogo, 18 carros, um caminhão e R$ 150 mil em dinheiro.  

Faça seu e-mail do R7
Imprima suas fotos no R7!
Venha para o R7 Banda Larga!