Mais três pessoas são presas na Operação Xeque Mate, que investiga o tráfico de drogas no DF

Há um mês, ação prendeu o maior traficante do DF, que faz parte do grupo

Mais três pessoas são presas na Operação Xeque Mate, que investiga o tráfico de drogas no DF

Trio tinha funções definidas na organização criminosa de tráfico de drogas

Trio tinha funções definidas na organização criminosa de tráfico de drogas

Mary Leal

A Cord (Coordenação de Repressão às Drogas) realizou mais três prisões de pessoas envolvidas com o tráfico de drogas. A ação faz parte da Operação Xeque Mate, que investiga uma associação criminosa que atua em vários estados.

Os criminosos foram encontrados em Ponta Porã (MT), na manhã desta quarta-feira (3) e, segundo o delegado Luiz Alexandre Gratão, trazidos para Brasília na aeronave da Polícia Civil do Distrito Federal.

Segundo a polícia, o responsável pela interlocução do grupo sul-mato-grossense com a liderança da quadrilha no Distrito Federal era Marcelo da Costa, 34 anos.  

Vidal Cueto, 47 anos, teria a função de contatar caminhoneiros que transportavam a droga para o DF, enquanto Rosane Ferreira, 31 anos, era responsável pelas finanças do grupo e tinha em seu nome um dos caminhões usados pelo bando.  

Gratão explicou que após as investigações da PCDF, a polícia do Mato grosso do Sul ajudou a efetuar a prisão.   

— Nós os monitorávamos e já sabíamos da sua participação na quadrilha, a prisão aconteceu assim que conseguimos o mandato de prisão.   

A operação teve início em 2 de junho deste ano com a prisão de oito pessoas, entre elas o maior traficante de cocaína do Distrito Federal, em várias cidades do DF.

Leia mais notícias no R7 DF

Retrato falado ajuda polícia a prender homem acusado de dois estupros

Em junho, foram apreendidos com o grupo 74 quilos de cocaína tipo "escama de peixe", 36 quilos de crack, cinco armas de fogo, 18 carros, um caminhão e R$ 150 mil em dinheiro.  

Faça seu e-mail do R7
Imprima suas fotos no R7!
Venha para o R7 Banda Larga!