Distrito Federal Morador do entorno do DF confessa homicídio e diz que matou para se defender

Morador do entorno do DF confessa homicídio e diz que matou para se defender

Ele alega que a vítima o ameaçava de morte

Morador do entorno confessa homicídio e diz que matou para se defender

Após dar 15 facadas na vítima, suspeito levou o corpo até um lote da região

Após dar 15 facadas na vítima, suspeito levou o corpo até um lote da região

Reprodução/TV Record Brasília

Diego Antônio, morador do Santo Antônio Descoberto (GO), região do entorno do Distrito Federal, é suspeito de matar Thiago Ezequiel. Segundo informações da Polícia Militar do Goiás, a briga começou na esquina de uma rua da região. Após dar cerca de 15 facadas no homem, o suspeito arrastou o corpo por uma rua esburacada e o escondeu dentro de um lote.

O acusado confessa o crime e diz ter matado para se salvar, já que a vítima o teria ameaçado de morte.

— Matei porque ele é um safado. O cara falou que ia me matar, não sei o por quê, nunca fiz nada para ele. Falou que ia me matar eu não esperei duas vezes, eu peguei fui lá e matei primeiro, pronto e acabou. Não sei quantas facadas dei nele não, perdi as contas, eu estava doido, louco.

Leia mais notícias no R7 DF

Diego também assume que usou drogas no dia em que cometeu o crime.

— Eu cheirei. Mas não matei por causa de drogas, matei porque ele me ameaçou.

A ocorrência foi feita no Ciops (Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança) de Águas Lindas, região do entorno do DF. Segundo o delegado Renato Sampaio, responsável pelo caso, o crime ocorreu a sangue frio.

— Ele alega que sofria ameaças da vítima. Então, ele convidou a vítima para ingerir bebidas alcoolicas em um barracão e sacou uma faca, uma peixeira, e partiu para cima da vítima. Ele acabou desferindo cerca de 15 facadas e tirou a vida da vítima. Ele foi autuado pelo crime de homicídio e conduzido ao presídio de Santo Antônio do Descoberto.