Distrito Federal Pacientes e funcionários de Hospital da Criança reclamam que ônibus demoram e não são adaptados

Pacientes e funcionários de Hospital da Criança reclamam que ônibus demoram e não são adaptados

Usuários dependem da ajuda de outros para subir e descer dos veículos 

Pacientes e funcionários de Hospital da Criança reclamam que ônibus demoram e não são adaptados

Usuários dependem de ajuda para seguir viagem

Usuários dependem de ajuda para seguir viagem

Reprodução/TV Record

O ônibus que vai para o Setor Militar Urbano, em Brasília, passa pelo Hospital de Apoio e Hospital da Criança, mas a demora e a falta de veículos adaptados estão entre as reclamações dos usuários que precisam dessa linha.

Segundo o paciente Caio dos Santos, quando o veículo funciona bem, os motoristas ficam de má vontade para ajudar. Para ele, é sempre um sofrimento descer na parada.

O Hospital da Criança é referência no tratamento de vários tipos de doenças em jovens, principalmente câncer. Mil e oitocentos pacientes de até 18 anos já foram internados na unidade e a dificuldade para chegar ao local de transporte público é antiga. Vaneide de Camargo é auxiliar administrativa no hospital há um ano e conta que é muito difícil depender do transporte para chegar até o local.

Nilza Soares, presidente da Associação dos Portadores de Deficiência do Distrito Federal, afirma que recebe várias reclamações sobre a linha que vai para o Hospital da Criança.

Leia mais notícias no R7  

Elevadores de ônibus para cadeirantes não funcionam e passageiros ficam na mão

A reportagem da TV Record Brasília acompanhou uma viagem no veículo e pode observar vários problemas. Além de não serem adaptados, os ônibus estão com cinto de segurança quebrados e a viagem demora muito.

O DFTrans informa que existem 39 viagens programadas, de segunda-feira até sexta-feira, e nove aos sábados e domingos, para atender a região. Segundo o órgão, com a renovação da frota, novos ônibus vão começar a circular a partir de dezembro pela empresa Piracicabana. A promessa é que os veículos sejam todos adaptados e com acessibilidade.

De acordo com o DFTrans, a fiscalização foi acionada para verificar o cumprimento da tabela horário na linha 143, que atende a região.

Assista ao vídeo: