Distrito Federal PM sai de posto policial e deixa um boneco em seu lugar

PM sai de posto policial e deixa um boneco em seu lugar

População se revoltou com a atitude e denunciou episódio 

PM sai de posto policial e deixa um boneco em seu lugar

Segundo comandante, policial pode responder à sindicância por deixar boneco em seu posto de trabalho

Segundo comandante, policial pode responder à sindicância por deixar boneco em seu posto de trabalho

Arquivo pessoal
Morador fotografou boneco coberto com capa de chuva dentro do posto policial e denunciou episódio

Morador fotografou boneco coberto com capa de chuva dentro do posto policial e denunciou episódio

Arquivo pessoal

Parece mentira, mas foi real. Os moradores de Brazlândia (DF) se indignaram com uma cena que viram no último domingo (13). Um policial militar deixou o posto comunitário de segurança para atender uma ocorrência e deixou um boneco no local para simular que uma pessoa estava ali dentro.  

Dois moradores passaram pelo local e acharam estranho ver um policial encapuzado. Quando se aproximaram perceberam que se tratava de uma “armação”. O boneco estava de cabeça baixa, em frente ao computador ligado e com as luzes do posto apagadas. A população ficou indignada e classificou o episódio como absurdo.  

Como medo de represálias, os moradores não quiseram se identificar. Eles fotografaram e filmaram o boneco dentro do posto e denunciaram o caso.   

Leia mais notícias no R7 DF   

Policial civil do DF é morto em festa por causa de ciúme. Veja fotos

O comandante do batalhão da Polícia Militar na região também teve acesso às fotos e tentou explicar. Para o tenente-coronel Marcilon Back, a atitude do policial não condiz com a filosofia da corporação.  

— Em 25 anos de profissão nunca vi algo parecido. O ato do policial é um absurdo e ele vai responder à sindicância pela decisão que tomou sozinho.  

De acordo com o comandante, em Brazlândia existem três postos comunitários de segurança e cada um tem três policiais de plantão diariamente.   

Assista ao vídeo: