Queda de barragem em minas
Economia Ações da Vale perdem cerca de 4% após rompimento de barragem da Samarco

Ações da Vale perdem cerca de 4% após rompimento de barragem da Samarco

A mineradora é uma parceria da Vale com a australiana BHP

Ações da Vale perdem cerca de 4% após rompimento de barragem da Samarco

O acidente na barragem pode provocar um movimento rápido de forte alta no preço do minério de ferro

O acidente na barragem pode provocar um movimento rápido de forte alta no preço do minério de ferro

Corpo de Bombeiros/ MG

As ações da Vale abriam o pregão desta sexta-feira (6) em queda de cerca de 4%, com o mercado repercutindo o rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Samarco, parceria (joint venture) da brasileira com a australiana BHP, que paralisou a unidade da empresa em Mariana (MG) e deixou mortos e dezenas de desaparecidos.

O Citi disse que o acidente na barragem pode provocar um "short squeeze" (movimento rápido de forte alta devido à cobertura de posições) no preço do minério de ferro, considerando as posições essencialmente vendidas no mercado e o consenso de que o commodity operará abaixo dos US$ 45 (R$ 171) a tonelada no curto prazo.

"A produção da empresa corresponde a aproximadamente 2% do mercado global", escreveram em nota.

Os analistas da instituição estimaram que a operação representa 3% do valor presente líquido de US$ 9 (cerca de R$ 34,20) por ação da Vale, "porém não está claro quais serão os custos de limpeza e de indenizações", afirmaram.

Leia mais sobre Economia e ajuste suas contas

R7 Play: assista à Record onde e quando quiser