Acordo firmado hoje vai facilitar migração de clientes da Unimed Paulistana

Procon, Ministério Público e Agência Nacional de Saúde Suplementar participaram da reunião

ANS vai publicar decisão no Diário Oficial de amanhã

ANS vai publicar decisão no Diário Oficial de amanhã

Divulgação

O Procon de São Paulo, o Ministério Público Estadual paulista, a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), o Sistema Unimed e o Ministério Público Federal (MPF) assinaram nesta quarta-feira (30) um acordo que garante a migração, sem carências, de parte dos beneficiários da Unimed Paulistana para outras empresas do grupo.

Conforme o documento, as operadoras do grupo Unimed serão obrigadas a oferecer planos de saúde individual ou familiar para beneficiários da Unimed Paulistana com planos individuais, familiares ou coletivos empresariais com menos de 30 pessoas. A migração será feita por meio de uma portabilidade extraordinária, que será publicada amanhã pela ANS.

“As operadoras do Sistema Unimed (Central Nacional Unimed, Unimed Fesp e Unimed Seguros Saúde) e a Unimed do Brasil deverão enviar carta única aos consumidores da Unimed Paulistana em até 20 dias da data da publicação da Resolução Operacional da Portabilidade Extraordinária pela ANS, contendo a oferta de todos os seus planos individuais/familiares disponíveis”, informa trecho do documento.

Unimed Paulistana tem 30 dias para transferir todos os clientes para outra empresa

Clientes da Unimed Paulistana devem pagar boleto para não perder direitos