Advent fecha compra de varejista de autopeças Rondobras

Por Carolina Mandl

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de private equity norte-americana Advent International adquiriu na terça-feira a varejista brasileira de autopeças Rondobras, com 54 lojas, em sua mais recente iniciativa para construir uma varejista de autopeças na maior economia da América Latina.

A Advent não divulgou quanto pagou pela Rondobras, mas disse que já investiu 1,2 bilhão de reais em aquisições, centros de distribuição e novas lojas desde que comprou a também varejista de autopeças Fortbras em 2016, seu primeiro negócio no ramo no Brasil.

Após a incorporação da Rondobras, a Fortbras terá cerca de 130 lojas, o que faz dela a maior varejista de autopeças do Brasil, mas ainda permanece pequena frente às 35 mil lojas que existem no país. A receita da Fortbras deve alcançar 2,2 bilhões de reais em 2020 após a compra da Rondobras.

A indústria brasileira de autopeças deve atingir cerca de 28 bilhões de reais em 2020, segundo o sindicato da indústria de autopeças, mas as vendas totais dos varejistas são desconhecidas.

A Rondobras também expandirá geograficamente os negócios da Advent, já que está localizada na região Norte do Brasil, enquanto a Fortbras está principalmente no sudeste.

"O varejo de autopeças é um negócio que ficou fora do radar por anos e anos no Brasil", disse Wilson Rosa, sócio da Advent. "Eu vejo a Fortbras potencialmente atingindo 1.000 lojas."

A empresa planeja abrir 18 novas lojas até 2020, e Rosa não descarta mais aquisições.

Revendedores de autopeças listados, como Autozone, O'Reilly Automotive e Genuine Parts, inspiram os planos ambiciosos da Advent.

Em um país com altos e baixos, o ramo de autopeças também oferece uma certa proteção, disse Rosa. Durante crises econômicas, é menos provável que os consumidores adquiram carros novos para focarem na troca de peças de seus veículos.