Ainda há esperança para acordo comercial EUA-China neste ano, diz autoridade dos EUA

Por Steve Scherer

HALIFAX, Canadá (Reuters) - O conselheiro de segurança nacional dos Estados Unidos, Robert O'Brien, disse no sábado que um acordo comercial inicial com a China ainda é possível até o final do ano, mas alertou que Washington não fechará os olhos para o que acontece em Hong Kong.

Os comentários aumentam as preocupações de que uma repressão chinesa aos protestos contra o governo em Hong Kong possa complicar ainda mais os esforços dos Estados Unidos e da China para encerrar uma guerra comercial prolongada que tem abalado os mercados globais e minado previsões de crescimento econômico pelo mundo.

"Esperávamos ter um acordo (de fase um) até o final do ano. Ainda acho possível", disse O'Brien a repórteres em uma conferência de segurança em Halifax.