Economia Alibaba abre investigação depois de alegação de abuso sexual e suspende vários funcionários

Alibaba abre investigação depois de alegação de abuso sexual e suspende vários funcionários

EMPRESAS-ALIBABA:Alibaba abre investigação depois de alegação de abuso sexual e suspende vários funcionários

Reuters - Economia

XANGAI (Reuters) - A gigante chinesa do e-commerce Alibaba Group Holding Ltd afirmou neste domingo que suspendeu vários funcionários após alegações de uma funcionária na intranet da empresa de que sofreu abuso sexual por seu chefe e um cliente.

O relato da mulher, publicado em um PDF de 11 páginas que passou a circular online, provocou uma forte reação no site chinês Weibo. A polícia da cidade de Jinan disse no domingo que está investigando o incidente.

"O Alibaba Group tem uma política de tolerância zero contra má conduta sexual, e garantir um ambiente de trabalho seguro para todos os nossos funcionários é a maior prioridade do Alibaba", disse um porta-voz em comunicado.

"Suspendemos as partes relevantes suspeitas de violar nossas políticas e valores, e estabelecemos uma força tarefa para investigar a questão e dar apoio à investigação policial."

No sábado, o relato da funcionária do Alibaba de um incidente que segundo ela aconteceu em uma viagem de trabalho viralizou nas mídias sociais chinesas, com respostas a ele aparecendo entre os principais tópicos do Weibo no domingo de manhã.

A mulher, que não revelou sua identidade, alegou que seu chefe a obrigou a ir em uma viagem de trabalho com ele para encontrar um dos clientes de sua equipe na cidade de Jinan, a cerca de 900 quilômetros da sede do Alibaba em Hangzhou.

Segundo a mulher, na noite de 27 de julho o cliente a beijou. Depois de consumir álcool, ela acordou em um quarto de hotel no dia seguinte sem suas roupas e sem se lembrar do que havia acontecido.

Imagens que ela obteve com o hotel mostram que seu chefe entrou quatro vezes no quarto durante a noite, completou ela.

(Reportagem de Josh Horwitz em Xangai e Hallie Gu em Pequim)

Últimas