Alibaba emprestará R$ 12 bilhões a empresas atingidas por coronavírus

Em comunicado oficial, o grupo disse que metade do valor terá como destino os empresários de Hubei, epicentro do surto na China

Grupo Alibaba anuncia empréstimos para empresas afetadas pelo coronavírus

Grupo Alibaba anuncia empréstimos para empresas afetadas pelo coronavírus

REUTERS/Shu Zhang/Foto de arquivo

O Alibaba Group Holdings disse nesta segunda-feira (10) que a unidade MYBank da sua afiliada Ant Financial oferecerá 20 bilhões de iuanes (US$ 2,86 bi ou R$ 12,35 bi) em empréstimos a empresas na China em razão do surto de coronavírus, com termos preferenciais para empresas de Hubei.

O Alibaba fez o anúncio em um comunicado publicado em sua conta oficial do Weibo.

O grupo disse que 10 bilhões de iuanes serão disponibilizados para empresas em Hubei, província central da China que é o epicentro do surto. Serão oferecidos empréstimos de um ano com taxa de juros zero nos três primeiros meses e um desconto de 20% nas taxas nos nove meses restantes.

Empresas de toda a China também podem ter acesso a outros 10 bilhões de iuanes de empréstimos de um ano, nos quais as taxas de juros serão reduzidas em 20%, acrescentou.

Outras medidas anunciadas incluem isenção de taxas de plataforma para comerciantes em seu marketplace Tmall no primeiro semestre de 2020 e a criação de dois fundos de 1 bilhão de iuanes para apoiar restaurantes, empresas de logística e cadeia de suprimentos.

Os trabalhadores estavam retornando a escritórios e fábricas na China nesta segunda-feira, quando o governo diminuiu algumas restrições ao trabalho durante uma epidemia de coronavírus que matou mais de 900 pessoas, a maioria delas no continente.

Os órgãos reguladores chineses instaram os bancos a baixar as taxas de juros e conceder empréstimos a empresas-alvo afetadas pelo surto.

(1 dólar = 6,9809 iuanes)