Ambev: lucro líquido atribuído a controlador tem queda de 49,3% no 2º trimestre

Com dois meses com queda no volume de vendas em meio à pandemia do novo coronavírus, a Ambev registrou um segundo trimestre de 2020 com recuo no lucro líquido atribuído aos controladores de 49,3%, para R$ 1,327 bilhão. O lucro líquido ajustado foi de R$ R$ 1,372 bilhão, um resultado 49,4% menor do que os R$ 2,712 bilhões do segundo trimestre do ano passado.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia caiu 28,6%, para R$ 3,348 bilhões. A margem Ebitda foi de 28,8%, uma queda de 9,8 pontos percentuais. A Ambev teve uma receita líquida 10,4% menor, somando R$ 11,615 bilhões. Os investimentos em Capex também recuaram: R$ 807,1 milhões, queda de 9,9% na comparação com igual trimestre do ano anterior.

No segundo trimestre, por conta do fechamento de bares e restaurantes, os volumes de cerveja caíram 9,2%, para 33,465 milhões de hectolitros, na comparação com 36,865 milhões de hectolitros de igual trimestre do ano anterior. O custo do produto vendido (CPV) aumentou 10%. Mas a empresa conseguiu reduzir suas despesas com vendas, gerais e administrativas (SG&A) em 4,4% no mesmo período.