Economia Anac vai permitir que Boeing 737-MAX volte a voar no Brasil

Anac vai permitir que Boeing 737-MAX volte a voar no Brasil

Órgão afirma que a Gol, única operadora da aeronave no Brasil, está implementando medidas necessárias para que o avião volte a voar

  • Economia | Do R7, com Reuters

Boeing 737-MAX foi retirado de circulação após acidentes

Boeing 737-MAX foi retirado de circulação após acidentes

Gary He / EFE - EPA - Arquivo

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) aprovou nesta quarta-feira (25)  o retorno a serviço do Boeing 737-MAX em território nacional. Em comunicado, o órgão afirma que a Gol, única operadora da aeronave no país, está implementando medidas necessárias para que o avião volte a voar.

O modelo do avião foi retirado de circulação em março de 2019, depois de dois acidentes aéreos, na Etiópia e na Indonésia, deixarem 346 mortos.

Leia mais: E-mails mostram que funcionários desconfiavam do 737 Max

Na época, investigações apontaram que os pilotos não haviam sido treinados o suficiente para entender como o novo sistema operacional do avião funcionava, e isso causou as duas quedas.

Mensagens de texto trocadas entre dois funcionários da Boeing, no entanto, indicam que a empresa ocultou falhas nos testes com o sistema de navegação do modelo dos órgãos reguladores dos Estados Unidos.

Na semana passada, o diretor executivo da Agência da União Europeia para Segurança da Aviação, Patrick Ky, afirmou que o Boeing 737 MAX é seguro. A expectativa dele é de que a aeronave deve ser liberada para voos comerciais em janeiro. “Todos esses estudos nos dizem que o 737 MAX pode voltar ao serviço. Já começamos a colocar em prática todas as medidas”, afirmou , .

"Queríamos realizar uma análise totalmente independente da segurança desta aeronave, por isso realizamos nossas próprias verificações e testes de voo", completou Patrick Ky.

Últimas