Economia Aneel aprova reajuste médio de 4,82% nas tarifas da EDP São Paulo

Aneel aprova reajuste médio de 4,82% nas tarifas da EDP São Paulo

Companhia atende a 1,97 milhão de unidades consumidoras no Alto do Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte do Estado

Agência Estado - Economia
Novas regras passam a valer a partir de sexta (23)

Novas regras passam a valer a partir de sexta (23)

Marcello Casal jr/Agência Brasil

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou nesta terça-feira (20) um reajuste médio de 4,82% nas tarifas da EDP São Paulo. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 6,52%, e para a baixa tensão, de 3,92%.

As novas tarifas vigoram a partir de sexta-feira (23). A EDP São Paulo atende a 1,97 milhão de unidades consumidoras no Alto do Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte do Estado. A operação de empréstimo que socorreu o setor elétrico, de R$ 14,8 bilhões, contribuiu para reduzir o impacto do reajuste em 13 pontos porcentuais.

Nesta terça, a Aneel também aprovou um reajuste médio de 0,27% nas tarifas da CEB. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 2,14%, e para a baixa tensão, haverá queda de 0,49%. As novas tarifas vigoram a partir de quinta-feira, 22. A CEB atende a 1,1 milhão de unidades consumidoras no Distrito Federal. A operação de empréstimo que socorreu o setor elétrico, de R$ 14,8 bilhões, contribuiu para reduzir o impacto do reajuste em 10 pontos porcentuais.

Últimas