Aneel aprova reajuste para Coelba, mas adia repasse tarifário para 1º de julho

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) adiou a vigência do reajuste tarifário da Coelba. Os novos valores deveriam vigorar a partir de 22 de abril, mas a vigência foi suspensa a pedido da própria companhia, como forma de colaborar com o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

O reajuste das tarifas da Coelba será de 5%, sendo 5,38% para consumidores conectados à alta tensão e 4,85% para a baixa tensão, inclusive residenciais.

As novas tarifas serão válidas a partir de 1º de julho.

Os valores que deixarem de ser pagos agora serão repassados às tarifas no processo tarifário de 2021.

A Coelba atende a 6,1 milhões de unidades consumidoras em 412 municípios da Bahia.