Economia Após 3 quedas seguidas, confiança do setor de serviços cresce em abril

Após 3 quedas seguidas, confiança do setor de serviços cresce em abril

Alta de 4,1 pontos do índice compensa 73% das perdas do mês de março e ainda precisa ser enxergada com cautela, aponta FGV

  • Economia | Do R7

Confiança do setor de serviços está em 81,7 pontos

Confiança do setor de serviços está em 81,7 pontos

Christian Bruna/EFE-EPA - 2.5.2020

O índice que mede a confiança do setor de serviços no Brasil interrompeu a sequência de três quedas consecutivas, subiu 4,1 pontos em abril e atingiu os 81,7 pontos, de acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira (30), pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

Em médias móveis trimestrais, o índice se manteve em tendência decrescente pelo quinto mês consecutivo ao cair 1,3 ponto em comparação com o trimestre imediatamente anterior.

Leia mais: Setor de serviços cresce pelo 9º mês e retoma patamar pré-pandemia

“O resultado positivo da confiança de serviços precisa ser enxergado com cautela por dois motivos, primeiro porque compensa 73% das perdas do mês de março, mas também porque foi influenciada, quase totalmente, pelo retorno das expectativas ao nível ligeiramente superior ao de fevereiro”, aponta Rodolpho Tobler, economista do Ibre (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vergas).

Segundo Tobler, “a continuidade da recuperação nos próximos meses depende de sinalizações mais positivas em relação a pandemia e ampliação do programa de vacinação” contra a covid-19.

A alta do indicador ocorreu com ajuda de 12 dos 13 segmentos pesquisados. O ISA-S (Índice de Situação Atual) variou 0,4 ponto, se acomodando em 74,8 pontos, após sequência de três quedas seguidas. Já o IE-S (Índice de Expectativas) subiu 7,4 pontos, para 88,7 pontos, revertendo parcialmente a perda acumulada nos três primeiros meses deste ano (-10,7 pontos).

Últimas