Após cortar a Selic, BC deixa claro que ciclo de redução dos juros chegou ao fim

Após cortar a Selic (a taxa básica da economia) em 0,25 ponto porcentual, de 4,50% para 4,25% ao ano, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central deixou claro no comunicado que o ciclo de redução dos juros chegou ao fim.

Após cinco reduções consecutivas na Selic, sendo quatro cortes de 0,5 p.p.e um corte de 0,25 p.p., o colegiado comunicou que deve interromper essa sequência na próxima reunião, nos dias 17 e 18 de março.

"Considerando os efeitos defasados do ciclo de afrouxamento iniciado em julho de 2019, o Comitê vê como adequada a interrupção do processo de flexibilização monetária", afirmou o BC, no documento.

Mais uma vez, o colegiado pontuou que o atual estágio do ciclo econômico recomenda "cautela" na condução da política monetária. "O Comitê enfatiza que seus próximos passos continuarão dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação, com peso crescente para o ano-calendário de 2021", completou o Copom.