Economia Assessor de Biden diz que acordo de alívio à Covid-19 não deve afetar empréstimos de emergência do Fed

Assessor de Biden diz que acordo de alívio à Covid-19 não deve afetar empréstimos de emergência do Fed

MACRO-EUA-BIDEN-ESTIMULO:Assessor de Biden diz que acordo de alívio à Covid-19 não deve afetar empréstimos de emergência do Fed

Reuters - Economia

WASHINGTON (Reuters) - O chefe de assessoria econômica do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta sexta-feira que um plano de alívio ao coronavírus, em negociação no Congresso, não deve incluir uma cláusula que restrinja a capacidade do Departamento do Tesouro e do Federal Reserve (Fed, banco central do país) de combater a crise econômica.

"Uma vez que navegamos por uma crise econômica sem precedentes, é do interesse do povo norte-americano manter a capacidade do Fed de responder com rapidez e força", disse em comunicado Brian Deese, que comandará o Conselho Econômico Nacional da Casa Branca para Biden.

"Enfraquecer essa autoridade pode significar menos empréstimos para empresas de Main Street (pequenas e médias companhias), maior desemprego e maior sofrimento econômico em todo o país."

(Por Tim Ahmann)

Últimas