Atividade industrial se aproxima do patamar pré-pandemia, diz CNI

Indicador aponta para aumento do faturamento real, das horas trabalhadas na produção e da Utilização da Capacidade Instalada 

Faturamento aumentou 7,4% em julho

Faturamento aumentou 7,4% em julho

REUTERS/Joe White

A atividade industrial continuou a trajetória de recuperação em julho e recuperou as perdas acumuladas em março e abril, retornando ao nível pré-pandemia, de acordo com pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgada nesta terça-feira (8). 

Segundo a CNI, o faturamento real, as horas trabalhadas na produção e Utilização da Capacidade Instalada (UCI) aumentaram pelo terceiro mês consecutivo.

O faturamento aumentou 7,4% no mês, com alta de 34,5% nos últimos três meses. O índice está 1,7% menor que o registrado em fevereiro de 2020, antes da pandemia do novo coronavírus e no acumulado de 2020 até julho apresenta queda de 5% na comparação com o mesmo período de 2019.

As horas trabalhadas na produção aumentaram 4,5%  em julho e a utilização da capacidade instalada chegou a 75,4%, em julho. 

Mercado de trabalho industrial

A pesquisa aponta que o emprego continuava sem reação em julho e que houve pouca variação nos últimos dois meses: queda de 0,2% em julho e de 0,1% em junho.

Já em março a queda foi de 0,4%, 2,1% em abril e 0,6% em maio. O indicador acumula queda de 3,5% desde fevereiro. 

A massa salarial voltou a cair em julho (-1,7%). Segundo a CNI, o indicador foi influenciado "pelas condições excepcionais de término de alguns acordos
de suspensão /ou redução da jornada de trabalho e salário".