Auxílio emergencial: governo conclui hoje pedidos feitos até dia 26

Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, ressaltou que todos que fizeram cadastro pelo aplicativo até domingo, terão resposta ainda nesta quinta-feira

Governo encerra em breve pagamento da 1ª parcela

Governo encerra em breve pagamento da 1ª parcela

ADRIANA TOFFETTI/A7 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta quinta-feira (30) que todos os brasileiros que solicitaram o auxílio emergencial até domingo (26) terão os pedidos avaliados pelo sistema do governo até o fim da noite de hoje.

"Isso é importante porque nós começamos já a acelerar a nossa esteira para poder responder mais rapidamente às pessoas." 

Ele atribuiu a demora no processamento dos pedidos ao elevado número de "tentativas de burla da legislação". Segundo o ministro, dos 96,9 milhões de CPFs inscritos, 32,8 milhões não eram elegíveis, o que, de acordo com Lorenzoni, "acabou dificultando a rapidez da análise daqueles que tinham direito".

Mais de 50,5 milhões de brasileiros, incluindo os inscritos no Bolsa Família, foram considerados elegíveis para receber o auxílio emergencial — cujo valor pode ser de R$ 600 ou R$ 1.200, a depender da composição familiar.

"O volume de pessoas que foram beneficiadas até o dia de hoje está na ordem de próximo de 45 milhões de pessoas. Então, nos devemos, nos próximos dias, ter o pagamento de mais de 5 milhões [de beneficiários] para vencer essa primeira parcela. Na próxima semana, vamos poder anunciar a data de início de pagamento da segunda parcela", acrescentou o ministro.

A ação do governo, lançada devido à redução da atividade econômica na pandemia do coronavírus, tem valor total de R$ 123,7 bilhões. 

Leia também: Veja 20 perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial

Reprodução/Caixa