Economia Balanço de riscos agora está mais favorável a economia da zona do euro, diz Knot, do BCE

Balanço de riscos agora está mais favorável a economia da zona do euro, diz Knot, do BCE

MACRO-BCE-KNOT:Balanço de riscos agora está mais favorável a economia da zona do euro, diz Knot, do BCE

Reuters - Economia

AMSTERDÃ (Reuters) - O risco de uma recessão econômica mais profunda da zona do euro do que o previsto no cenário básico do Banco Central Europeu (BCE) diminuiu, disse Klaas Knot, membro do conselho do BCE.

"Dados recentes solidificam a confiança em nosso cenário básico com um balanço de riscos mais favorável", disse o presidente do banco central holandês em um webinar organizado pela Bloomberg.

O BCE afirmou no mês passado esperar que a economia da zona do euro encolha 8,7% em 2020, seguida de um crescimento de 5,2% e 3,3%, respectivamente, nos próximos dois anos.

Knot disse que a confiança nessa perspectiva foi reforçada por dados recentes, melhores do que o esperado.

"Os indicadores de confiança mostraram uma forte recuperação em junho para fechar um segundo trimestre que caso contrário seria desastroso", disse ele. "Os indicadores de confiança voltados para o futuro já sinalizaram uma saída do fundo do poço em maio."

Para estimular a recuperação e compensar o aumento da poupança privada provocada pela profunda recessão, os governos devem aumentar seus gastos, disse Knot.

Ele afirmou que recebeu bem propostas recentes para o Fundo Europeu de Recuperação, uma vez que incluem importantes investimentos em digitalização e o Green Deal da Europa.

"Nestes tempos de incerteza excepcional, seria um sinal importante de que não paramos apenas de estabilizar nossas economias, mas também aproveitamos a oportunidade para enfrentar desafios comuns de longo prazo."

Os governos da UE ainda não conseguiram chegar a um acordo sobre o fundo, já que os holandeses lideram um grupo de países que resistem à ideia de que ele seja constituído principalmente de subsídios em vez de empréstimos.

(Reportagem de Bart Meijer)

Últimas