Economia Barclays vê "abismo" no 1º tri após desempenho melhor da economia no fim de 2020

Barclays vê "abismo" no 1º tri após desempenho melhor da economia no fim de 2020

MACRO-BARCLAYS-PIB:Barclays vê "abismo" no 1º tri após desempenho melhor da economia no fim de 2020

Reuters - Economia

SÃO PAULO (Reuters) - O banco Barclays passou a estimar contração da economia neste primeiro trimestre ante os três meses finais de 2020, citando um "abismo" com o fim do auxílio emergencial depois de um desempenho econômico melhor que o esperado no fim do ano passado.

O Barclays agora prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) retrairá 0,3% entre janeiro e março em relação ao quarto trimestre. Antes, o banco esperava alta de 0,1%.

"As perspectivas de recuperação econômica continuam muito dependentes do ritmo de vacinação, que está ganhando força após um início difícil", disse em nota o economista-chefe para Brasil do Barclays, Roberto Secemski.

"Esperamos que uma nova e modesta rodada de ajuda de emergência forneça algum apoio à atividade nos próximos meses, mas um impulso mais forte só se materializará durante o segundo semestre de 21. Nossa previsão de (crescimento do) PIB para 2021 segue em 3,5%, mas os riscos de queda podem aumentar dependendo do desempenho do primeiro trimestre", acrescentou.

Com os dados melhores do IBC-Br de dezembro, Secemski elevou a projeção para o desempenho do PIB no quarto trimestre e em 2020. A previsão agora é que a atividade tenha expandido 2,8% no fim do ano passado, na margem, ante estimativa anterior de 2,3%. Com isso, a projeção é que o PIB em 2020 tenha recuado 4,2%, e não mais 4,4%.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br)apresentou alta de 0,64% em dezembro na comparação com o mês anterior, acima da expectativa de 0,40% levantada em pesquisa da Reuters com analistas. No ano, o indicador, divulgado nesta sexta-feira pelo BC, teve queda de 4,05%.

O IBGE divulga os dados do PIB do quarto trimestre em 3 de março.

(Por José de Castro)

Últimas