BC: Bancos fecham janeiro com posição vendida de US$ 34,261 bi no câmbio à vista

Os bancos fecharam janeiro com posição vendida no câmbio à vista de US$ 34,261 bilhões, informou nesta quarta-feira, 5, o Banco Central. Esta é a maior posição vendida desde setembro de 2016, quando estava em US$ 35,936 bilhões.

No fim de 2019, essa posição estava vendida em US$ 33,931 bilhões.

As instituições financeiras atuam como contrapartes em operações cambiais. Assim, quando há remessas de moeda estrangeira ao exterior, elas fornecem dólares a empresas e fundos, por exemplo, para envio. Neste caso, a "posição vendida" das instituições tende a aumentar.

Em movimento contrário, quando há entrada de recursos no Brasil, as instituições financeiras recebem os dólares, o que reduz a "posição vendida" ou eleva a "posição comprada".

A posição dos bancos no mercado à vista também é alterada sempre que o BC realiza leilões de dólares. Assim, quando o BC vende moeda aos bancos, a posição vendida à vista tende a diminuir.