Economia BC corta Selic em 0,5 ponto, à nova mínima de 5,50%, e sinaliza afrouxamento adiante

BC corta Selic em 0,5 ponto, à nova mínima de 5,50%, e sinaliza afrouxamento adiante

BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central cortou nesta quarta-feira a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual, a 5,50% ao ano, dando sequência ao ciclo de afrouxamento monetário em meio à débil recuperação econômica, num processo que deve seguir adiante, segundo sinalização do Comitê de Política Monetária (Copom).

No comunicado, o BC deixou de considerar o cenário externo benigno, apontando que ele "segue incerto e os riscos associados a uma desaceleração mais intensa da economia global permanecem". Também excluiu menção ao risco ligado a eventual frustração no andamento de reformas como preponderante.

Tudo considerado, o Copom do BC indicou que um novo corte da Selic deve ser feito à frente, ao manter em sua comunicação trecho em que assinala que "a consolidação do cenário benigno para a inflação prospectiva deverá permitir ajuste adicional no grau de estímulo".

No documento, o BC diminuiu a projeção de inflação para 2019 pelo cenário de mercado a 3,3%, sobre 3,6% em sua última projeção, feita em julho. Para 2020, a estimativa recuou a 3,6%, contra 3,9% anteriormente.

Esta foi a segunda redução seguida da Selic, levando a taxa à nova mínima histórica. Em pesquisa Reuters com 30 economistas, 28 previam um corte nessa magnitude, enquanto um apostava em manutenção e outro em redução mais tímida, de 0,25 ponto.

None

(Por Marcela Ayres)