BC diz que retomada econômica do Brasil acontece em ritmo acelerado

Roberto Campos Netto afirma que o "pior já ficou para trás" e destaca recuperação em ritmo mais acelerado do que era esperado

Roberto Campos vê recuperação da economia em "V"

Roberto Campos vê recuperação da economia em "V"

Marcello Casal Jr / Agência Brasil fev/ 2020

O presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Netto, afirmou nesta segunda-feira (6), durante o JR Entrevista, que a economia brasileira iniciou um processo de retomada em ritmo mais acelerado do que o esperado. "Essa primeira fase da recuperação tem sido em V", destacou. 

"Os dados corroboram com a visão de que o pior já ficou para trás e a gente vai ter um crescimento. Esse início da volta ao crescimento tem sido de uma forma até relativamente acelerada", avaliou ele.

Leia mais: V, U ou W, os cenários possíveis para a recuperação econômica

Entre os dados citados pelo presidente do BC aparecem os recordes da balança comercial, o aumento da arrecadação, a alta do consumo de energia e o maior fluxo financeiro.

Para Campos Netto, o pior momento da crise causada pela pandemia do novo coronavírus já passou. "O pior ocorreu nas duas últimas semanas de abril e depois na primeira de maio. Os dados de junho estão relativamente fortes", pontuou o presidente do BC.

Ele conta que o BC se antecipou ao movimento desde o surgimento do coronavírus na China. "O Banco Central do Brasil foi o primeiro do mundo a fazer um grande movimento de liberação de compulsórios já na primeira semana de março, antecipando que teríamos um problema mais prolongado", disse.