BC nega ter proibido pagamentos via WhatsApp definitivamente

Presidente da instituição, Roberto Campos Neto, afirma que ferramenta será autorizada assim que se adequar aos critérios estabelecidos

BC suspendeu uso do WhatsApp para pagamentos

BC suspendeu uso do WhatsApp para pagamentos

Pixabay

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta quinta-feira (16) que a instituição não proibiu definitivamente os pagamentos via WhatsApp no Brasil. Segundo ele, caso a ferramenta esteja dentro dos critérios do BC, ela será aprovada.

Em 23 de junho, o BC determinou que Visa e Mastercard suspendessem o uso do aplicativo de mensagens para realização de pagamentos e transferências de recursos.

Leia mais: Os bastidores da frustrada estreia do WhatsApp nos pagamentos

Na época, o BC alegou que a decisão buscava "preservar um adequado ambiente competitivo, que assegure o funcionamento de um sistema de pagamentos interoperável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato".

"Em nenhum momento o BC proibiu nada", disse hoje Campos Neto. "Vamos analisar. Precisamos ter a certeza de que (o sistema) é rápido, barato e seguro para os clientes", acrescentou.