Economia BCE precisou dar sinal forte para combater inflação baixa, diz Wunsch, do conselho do banco

BCE precisou dar sinal forte para combater inflação baixa, diz Wunsch, do conselho do banco

BRUXELAS (Reuters) - O corte na taxa de juros do Banco Central Europeu e a nova recompra de títulos foram medidas necessárias para combater a inflação baixa, disse Pierre Wunsch, membro do Conselho do BCE, nesta segunda-feira em entrevista a um jornal.

Com o crescimento e a inflação desacelerando, o BCE reduziu os juros para território mais negativo na semana passada e disse que retomará o programa de compra de títulos para diminuir ainda mais os custos dos empréstimos.

"A maioria do Conselho do BCE optou por dar um sinal forte em vez do risco de correr atrás do prejuízo. Então, o período de baixas taxas de juros poderia simplesmente ter durado mais tempo", disse Wunsch, que dirige o banco central belga, ao jornal De Standaard.

Ele afirmou que houve amplo consenso entre os membros do BCE de não elevar as taxas até que a inflação realmente ganhe força, mas reconheceu que alguns tinham se oposto à retomada da compra de títulos.

"Toda política monetária tem efeitos colaterais. Nos anos 80, o aumento da taxa teve um impacto negativo pronunciado no crescimento", disse Wunsch.

"Eles precisam ser monitorados. Ao executar um pacote de medidas cuidadosamente calibrado, impediríamos que os efeitos colaterais de um instrumento específico sejam desproporcionalmente grandes", continuou ele.

Mais de um terço do Conselho do BCE se opôs à retomada das compras de ativos, uma taxa extraordinariamente alta de divergência no banco central da zona do euro.

None

(Por Philip Blenkinsop)