Novo Coronavírus

Economia BNDES concedeu mais de R$ 10 bi em empréstimos na pandemia

BNDES concedeu mais de R$ 10 bi em empréstimos na pandemia

Créditos foram concedidos a 12.529 pequenas e médias empresas, responsáveis pela geração de 660 mil empregos

  • Economia | Da Agência Brasil

PEAC opera desde junho do ano passado

PEAC opera desde junho do ano passado

Fabio Motta/Estadão Conteúdo

O PEAC (Programa Emergencial de Acesso a Crédito), operacionalizado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), totalizou R$ 10 bilhões em créditos concedidos a 12.529 PMEs (Pequenas e Médias Empresas), que respondem pela geração de 660 mil empregos no país.

Os dados divulgados nesta segunda-feira (17) apontam que 80% do valor são garantidos pelo programa, que começou a funcionar no dia 30 de junho passado.

Leia mais: BNDES gasta R$ 48 mi com caixa-preta e não acha irregularidade

Já estão habilitados a oferecer os empréstimos 35 agentes financeiros. Podem participar do programa pequenas e médias empresas que faturaram entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões, no ano passado. Por meio do programa, são concedidas garantias para diminuir os impactos econômicos provocados pela pandemia do novo coronavírus.

Segundo informou o banco, os recursos utilizados para as garantias vieram de aporte inicial de R$ 5 bilhões do Tesouro Nacional. Esses recursos para garantias permitem a alavancagem de recursos para financiamentos em até cinco vezes. Dessa forma, o valor dos empréstimos pode chegar a R$ 25 bilhões.

De acordo com a evolução da demanda, o Tesouro poderá colocar até R$ 20 billhões no programa, o que pode significar R$ 100 bilhões em financiamentos para pequenas e médias empresas. O programa tem vigência até 31 de dezembro deste ano.

As empresas que desejarem obter financiamento com a garantia do PEAC podem obter mais informações neste site. Os agentes financeiros habilitados também podem ser consultados.

Últimas