Bolsa brasileira tem queda na manhã desta segunda

Ibovespa registrava alta nos primeiros minutos de abertura do mercado, mas logo passou para indicadores negativos 

Ibovespa teve queda na manhã desta segunda

Ibovespa teve queda na manhã desta segunda

Rahel Patrasso/ Reuters - 16.03.2020

A bolsa de valores brasileira abriu o dia em alta nesta segunda-feira (23), mas logo começou a registrar queda. 

Às 10h35, a queda era de 3,69% a 64594,31 pontos. 

Ibovespa segue a aversão a risco global e apesar de novas medidas sócio-econômicas de resposta ao covid-19 no Brasil e no mundo.

Às 12h46, o Ibovespa caía 7,27%, a 62.196,16 pontos, renovando mínima de mais cedo depois de chegar a avançar 0,8% no início da sessão. O volume financeiro no pregão somava R$ 9,56 bilhões.

Na sexta-feira (20), o Ibovespa caiu 1,85%, a 67.069,36 pontos, acumulando uma perda de quase 19% na semana, pior resultado semanal desde 10 outubro de 2008.

"Fica cada vez mais claro que o mercado precisa de uma 'luz no final do túnel' em relação ao arrefecimento do coronavírus e seus impactos econômicos", afirmou o estrategista Dan Kawa, da TAG Investimentos.

Entre as medidas mais recentes anunciadas no Brasil, o Banco Central reduziu a alíquota do compulsório sobre recursos a prazo para 17%, prevendo uma liberação de 68 bilhões de reais na economia a partir do dia 30 de março.

O CMN (Conselho Monetário Nacional), por sua vez, aprovou medida que autoriza instituições financeiras a captarem por meio de depósitos a prazo com garantia especial do FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

O governo do presidente Jair Bolsonaro editou no domingo (22) medida provisória que permite aos empregadores suspenderem os contratos de trabalho de seus funcionários por quatro meses sem pagamento de salário.

E o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou um pacote de medidas totalizando R$ 55 bilhões, com foco na preservação de empregos.

Ao mesmo tempo, mais empresas anunciaram suspensão de determinadas atividades, entre elas Klabin, Magazine Luiza, brMalls e Arezzo.