Economia Bolsa de valores abre em queda na manhã desta quinta-feira

Bolsa de valores abre em queda na manhã desta quinta-feira

Ibovespa, principal indicador acionário do mercado brasileiro, caía 0,35%, a 101.553,05 pontos, nos primeiros negócios do dia

  • Economia | Do R7, com Reuters

Bolsa abriu em queda

Bolsa abriu em queda

Diego Padgurschi/Folhapress - 09.05.2015

A bolsa de valores operava em queda após a abertura do pregão desta quinta-feira (3). Às 10h10, o Ibovespa, principal indicador acionário do mercado nacional, caía 0,35%, a 101.553,05 pontos, em meio a um viés misto no exterior, com agentes na expectativa da apresentação da proposta de reforma administrativa que será enviada ao Congresso.

Leia mais: Produção industrial do país avança 8,0% em julho, segundo o IBGE

A queda de mais de 3% de Vale também pressionava o Ibovespa, após o Ministério Público Federal em Minas Gerais ajuizar uma ação pedindo intervenção judicial na companhia e suspensão de pagamento de dividendos.

Em Brasília, o Ministério da Economia faz entrevista coletiva nesta manhã, na qual dará detalhes sobre a Proposta de Emenda à Constituição da reforma administrativa do governo federal.

"Esta medida, que influenciou o otimismo nos últimos dias no mercado financeiro, deve apresentar novas possibilidade de vínculo com a administração pública, como, por exemplo, dois anos de experiência", observou a equipe da CM Capital Markets.

A agenda doméstica também mostrou que a produção industrial registrou alta de 8,0% em julho na comparação com o mês anterior, enquanto o setor de serviços permaneceu em contração em agosto apesar de demanda melhor.

No exterior, os futuros acionários norte-americanos recuavam com a desaceleração do rali de tecnologia, com investidores também avaliando dados sobre pedidos semanais de auxílio-desemprego.

Os pregões europeus, por sua vez, encontravam suporte em apostas contínuas em uma política monetária flexível para combater o choque da crise do coronavírus.

Os preços do petróleo também mostravam declínio, com o Brent caindo cerca de 2%.

O dólar começou esta quinta-feira (3) em leve alta contra o real, com os investidores em modo de espera antes do encaminhamento da reforma administrativa ao Congresso pelo governo Bolsonaro, enquanto reagiam a dados sobre a produção industrial brasileira.

Às 9h11, o dólar avançava 0,12%, a R$ 5,3651 na venda, enquanto o dólar futuro negociado na B3 tinha alta de 0,47%, a R$ 5,371.

Últimas