Bolsas dos EUA se afastam de recordes, mas acumulam fortes ganhos na semana

Por Lewis Krauskopf

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices de ações de Wall Street fecharam em queda nesta sexta-feira, afastando-se dos recordes recentes após um rali de quatro dias, com investidores avaliando o relatório mensal de empregos nos Estados Unidos e se preparando para os próximos desdobramentos do coronavírus.

Ainda assim, o S&P 500 registrou seu maior ganho percentual semanal em oito meses, enquanto o Nasdaq cravou seu maior aumento semanal em mais de um ano.

"É apenas uma realização técnica (a queda desta sexta) baseada na grande recuperação que tivemos nesta semana", disse Matt Maley, estrategista-chefe de mercado da Miller Tabak.

"Uma vez que o coronavírus se tornou um grande desafio, as pessoas recuaram um pouco nesta sexta-feira porque não sabem o que poderia ocorrer no fim de semana", acrescentou Maley.

Ao ser analisado minuciosamente, o relatório de emprego do Departamento de Trabalho dos EUA mostrou que houve a criação de 225 mil postos de trabalho fora do setor agrícola no mês passado, enquanto os economistas consultados pela Reuters estimavam que as folhas de pagamento aumentariam em 160 mil.

O índice Dow Jones caiu 0,94%, a 29.103 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,540083%, a 3.328 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,54%, a 9.521 pontos.

As ações da Uber Technologies Inc subiram 9,5%, depois que a empresa de transporte estabeleceu um ambicioso plano para ser rentável até o fim de 2020.