Novo Coronavírus

Economia Bolsonaro diz que vai trabalhar com Congresso para controlar despesas

Bolsonaro diz que vai trabalhar com Congresso para controlar despesas

Presidente reforçou respeito ao teto de gastos e disse que controle de despesas é fundamental para abrir espaço para investimentos no país

Presidente Jair Bolsonaro

Presidente Jair Bolsonaro

Carolina Antunes/PR - 12.08.2020

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou em post em suas redes sociais que vai trabalhar junto ao Congresso para controlar despesas com objetivo de abrir espaço para investimentos e assim "atravessar unidos essa crise". 

Bolsonaro voltou a destacar que a responsabilidade fiscal e o respeito ao teto de gastos são o norte de seu governo. "Quando indagado na live de ontem sobre "furar" o teto, comecei dizendo que o Min Paulo Guedes mandava 99,9% no Orçamento", disse.

"Tudo, após essa declaração, resumia que por mais justa que fosse a busca de recursos por parte de ministros finalistas, a responsabilidade fiscal e o respeito Emenda Constitucional do "Teto" seriam o nosso norte."

Leia mais: Bolsonaro deixou claro que não vai desrespeitar o teto, diz Maia

Veja o post de Bolsonaro:

"A responsabilidade fiscal e o teto de gastos:

- Não há dúvidas de que parte da grande imprensa tradicional virou partido político de oposição ao atual governo.

- Quando indagado na live de ontem sobre "furar" o teto, comecei dizendo que o Min Paulo Guedes mandava 99,9% no Orçamento.

- Tudo, após essa declaração, resumia que por mais justa que fosse a busca de recursos por parte de ministros finalistas, a responsabilidade fiscal e o respeito Emenda Constitucional do "Teto" seriam o nosso norte.

- Mesmo assim, após a live, nos sites dessa grande imprensa do contra, viam-se as mais variadas e absurdas notícias onde "o Presidente admitia que o teto poderia ser furado."

- Apenas posso lamentar essa obsessão pelo "furo jornalístico" onde a verdade é a primeira vítima nesses órgãos de comunicação, que teimam em desinformar e semear a discórdia na sociedade.

- Vamos trabalhar junto ao Congresso para controlar despesas com objetivo de abrir espaço para investimentos e assim atravessarmos unidos essa crise.

- O presidente e seus ministros, sempre focados no absoluto respeito às leis, seguem trabalhando para resgatar econômica, ética e moralmente o Brasil.

Bolsonaro falou sobre teto de gastos em live

Bolsonaro falou sobre teto de gastos em live

Reprodução/YouTube

Live sobre teto

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (13) discussões internas no governo sobre furar o teto de gastos públicos, acrescentando que a intenção seria arranjar recursos para obras no Nordeste, e ainda fez críticas ao mercado financeiro, cobrando "patriotismo". "A ideia de furar teto existe, é só um debate, qual é o problema?", disse o presidente.

A declaração, feita em transmissão ao vivo pelas redes sociais, ocorreu um dia após Bolsonaro ter participado de reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), sobre a política econômica, afirmando após o encontro respeitar o teto de gastos e que quer responsabilidade fiscal.

Apesar de reconhecer as discussões por membros do governo, o presidente destacou que a intenção de furar o teto não foi levada adiante, e questionou ainda a reação do mercado financeiro ao que chamou de "vazamento" de informações.

"Foi uma discussão de pauta que resolvemos não levar adiante. Mas alguém vazou e todo mundo apanhou, eu apanhei nessa questão. O mercado reage, dólar sobe, a bolsa cai. Mas o mercado tem que dar um tempinho também, né? Dar um tempinho também, um pouquinho de patriotismo não faz mal a ele, não ficar aí aceitando essa pilha", afirmou.

Últimas