Brasil deve liderar expansão de investimento em tecnologia da informação

Resultado vem de investimentos para os eventos esportivos e para a exploração do pré-sal

A indústria brasileira de TI (tecnologia da informação) deve ter a maior taxa de crescimento do mundo em 2013, graças aos investimentos para os eventos esportivos dos próximos anos e à exploração do pré-sal, de acordo com estimativas da associação do setor.

A previsão da Abes (Associação Brasileira das Empresas de Software) é que o faturamento do setor avance 14,5% neste ano, para US$ 69 bilhões, disse à Reuters o presidente da entidade, Jorge Sukarie.

No ano passado, a indústria de TI do país movimentou US$ 60,2 bilhões, crescimento de 10,9% na comparação com o ano anterior, enquanto a média de crescimento mundial foi de 5,9%.

Em termos absolutos, o Brasil ficou na sétima posição do ranking mundial de investimentos em TI ano passado, abaixo de Estados Unidos (US$ 638 bilhões), China (US$ 173 bilhões), Japão (US$ 172 bilhões), Reino Unido (US$ 110 bilhões), Alemanha (US$ 101 bilhões) e França (US$ 76 bilhões).

— Embora a economia brasileira não esteja respondendo, há investimentos a acontecer. Há fatores a serem considerados, como os grandes eventos esportivos (Copa e Olimpíadas), além do pré-sal.

No ano passado, a maior parte do faturamento da indústria de TI no país permaneceu no segmento de hardware, que movimentou US$ 35,3 bilhões, seguido por serviços, com US$ 15,4 bilhões, e por software, com US$ 9,4 bilhões.

— Esperamos que essa proporção mude. A tendência é que os segmentos de software e serviços ultrapassem a barreira de 50% (do faturamento) até 2020. O grau de maturidade da indústria de um país se mede quando este consegue fazer que os investimentos em software aumentem, porque a inteligência que move a inovação está mais no software.

Segundo o executivo, a fatia maior do hardware na indústria de TI brasileira ocorre por conta do recente boom de venda de aparelhos, como tablets e smartphones no país.

A associação estima que, depois do Brasil, a indústria de TI que terá maior crescimento em 2013 será a da China, com avanço próximo aos 14%.

— A indústria chinesa ainda tem muitas perdas com a pirataria.

A média mundial de crescimento prevista para este ano é de 5,5%, com base no levantamento feito pelo instituto IDC a pedido da Abes.