Economia Brasileiros não estão dispostos a trabalhar como chineses, diz jornal

Brasileiros não estão dispostos a trabalhar como chineses, diz jornal

Editoral do chinês Global Times afirma que a cultura dos habitantes torna o Brasil um país "inadequado para a indústria"

Trabalhadores

Editorial vê cultura como essencial pela industrialização

Editorial vê cultura como essencial pela industrialização

Pixabay

Os trabalhadores brasileiros não estão dispostos a trabalhar como os chineses, segundo um editorial publicado nesta quarta-feira (5) pelo jornal Global Times, que aborda temas internacionais sob o ponto de vista do governo chinês.

O texto, escrito pelo economista chinês Ding Gang em resposta a um artigo do New York Times que duvidava da ascensão econômica da China devido à sua semelhança com o Brasil, que há poucos anos era considerada a economia mais promissora do planeta.

Carteira assinada rende salário 76% maior a trabalhador brasileiro

Ao rebater as palavras do jornal norte-americano, o chinês classifica os argumentos da publicação como "fraco e pobre". Ele ainda conta que conseguiu entender o enfraquecimento da economia brasileira após passar três anos em território tupiniquim.

O editorial chinês afirma que o Brasil nunca conseguiu uma indústria manufatureira forte e sofisticada devido à cultura da população. "Pode parecer racista diferenciar o desenvolvimento baseado na cultura, mas depois de morar no Brasil por um tempo você descobrirá a resposta. Os brasileiros não estão dispostos a ser tão dedicados e trabalhadores quanto os chineses", diz o texto.

Homens recebem salário 30% maior do que as mulheres no Brasil

"Minha experiência diz se um país pode alcançar a industrialização depende de muitos fatores, sendo a cultura a mais importante. Inclui como as pessoas vêm o trabalho, a família, a educação das crianças e a acumulação de riqueza", completa Gang.

A publicação ainda avalia que a falta de manufatura não pode levar à industrialização e impossibilita o desenvolvimento sustentável. "Como resultado, a economia do Brasil depende apenas da exportação de matérias-primas e commodities", destaca o editorial.

    Access log