Caixa reconhece problema e diz que acesso ao Caixa Tem foi normalizado

Vice-presidente de tecnologia do banco explica que atrasos de até uma hora no acesso ao aplicativo ocorreu por atualização do sistema de dados da Caixa

Caixa Tem apresentou instabilidade nesta quinta-feira

Caixa Tem apresentou instabilidade nesta quinta-feira

Guilherme Dionízio/Estadão Conteúdo - 22.06.2020

O vice-presidente de tecnologia e digital da Caixa, Claudio Salituro, reconheceu os problemas de acesso ao aplicativo Caixa Tem durante a manhã desta quinta-feira (2). Ele, no entanto, garantiu que o sistema já está normalizado. "Tenho certeza que agora durante a tarde esse desconforto já apresentou uma melhora substancial", afirmou.

“Já estávamos estabilizados com filas de um minuto, alguns dias com pouco mais de cinco minutos e chegando até 15 minutos. Hoje, tivemos filas realmente maiores, chegando a até uma hora”, observou.

Leia mais: Quase 2 milhões aguardam análise para receber auxílio de R$ 600

O Caixa Tem é o aplicativo lançado pelo banco estatal para enviar o crédito do auxílio emergencial de R$ 600 aos beneficiários. Com o dinheiro disponível na conta digital, é possível pagar contas e fazer compras utilizando apenas o código que é gerado na tela do aplicativo.

Salituro explicou que o problema foi originado por um processo de atualização do sistema de dados da Caixa, chamado de “Mensal”. Segundo o vice-presidente, o processo foi “muito grande” ao final do mês passado.

“Todo esse processamento acabou se estendendo um pouco mais e, por não ter acontecido dentro da janela prevista, trasbordou para o servidor online e gerou uma concorrência muito grande”, relatou Salituro.

De acordo com Salituro, o sistema já foi normalizado. “Com a saída do ‘Mensal’, a gente começa a colocar todas as réguas de processamento em dia. Isso faz com que a gente consiga entregar dentro dos horários previstos para que o cidadão consiga utilizar com maior tranquilidade o Caixa Tem, o Fundo de Garantia e todos os outros aplicativos do banco”, concluiu.