Coronavírus

Economia Caixa tem 32,7 milhões de cadastros finalizados para auxílio emergencial

Caixa tem 32,7 milhões de cadastros finalizados para auxílio emergencial

Ao todo, 33,5 milhões de downloads do aplicativo foram registrados pelo banco nas plataformas Android e iOS até a noite de sábado (11)

  • Economia | Do R7, com informações da Agência Brasil

Caixa finalizou cadastros de 32,7 milhões de pessoas

Caixa finalizou cadastros de 32,7 milhões de pessoas

Pillar Pedreira/Agência Senado

A Caixa Econômica Federal finalizou o cadastro de 32,7 milhões de pessoas que pediram auxílio emergencial de R$ 600 concedido pelo governo federal durante a crise da covid-19, de acordo com dados divulgados na noite de sábado (11).

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

Dos pedidos encaminhados para a Caixa, 40,2% foram para recebimento por meio da poupança social digital. A Caixa disse ainda ter recebido 272,4 milhões de visitas ao site e 160,3 milhões de SMS. No total, 33,5 milhões de downloads do aplicativo foram registrados nas plataformas Android e iOS.

Veja também: Caixa detalha cronograma de pagamento do auxílio de R$ 600

Saques

O governo ainda vai divulgar o calendário para a realização de saques. Neste primeiro momento, os recursos que serão depositados na poupança social da Caixa estarão disponíveis apenas para transações digitais, como transferências e pagamentos de contas, por exemplo.

Leia também: Saiba como usar o app da Caixa para pedir o auxílio emergencial

A Caixa informa que está analisando "com lupa" os pedidos de pessoas que não têm direito ao auxílio. O trabalho é realizado pela Dataprev, empresa de tecnologia ligada ao Ministério da Economia, com apoio do Banco do Brasil.

Cronograma

O primeiro grupo, dos beneficiários do Bolsa Família, receberá o auxílio conforme o cronograma normal do programa, a partir do dia 16 de cada mês. O segundo grupo, dos inscritos no Cadastro Único, começou a receber a primeira parcela a partir de quinta-feira (9), nas contas da Caixa ou do Banco do Brasil.

O terceiro grupo, formado trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) — que devem se cadastrar junto ao banco — receberá a primeira parcela a partir do dia 14 deste mês. A partir da segunda parcela, os beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família receberão conforme um cronograma escalonado por data de aniversário.

Os nascidos em janeiro, fevereiro e março receberão a segunda parcela em 27 de abril. Os nascidos em abril, maio e junho receberão em 28 de abril. Os nascidos em julho, agosto e setembro receberão o benefício em 29 de abril. E os nascidos em outubro, novembro e dezembro receberão em 30 de abril.

Para a terceira parcela, o cronograma é semelhante. Os nascidos em janeiro, fevereiro e março receberão a segunda parcela em 26 de maio. Os nascidos em abril, maio e junho receberão em 27 de maio. Os nascidos em julho, agosto e setembro receberão o benefício em 28 de maio. E os nascidos em outubro, novembro e dezembro receberão em 29 de maio. As datas referem-se ao depósito em conta dos valores, para transferências e pagamentos digitais. 

Últimas