Cena externa favorece alta do Ibovespa em sessão com decisão de juros e oferta da Petrobras

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista engatava a terceira sessão consecutiva de alta nesta quarta-feira, mais uma vez favorecida pelo clima favorável no exterior, com Bradesco sob os holofotes após reportar balanço do último trimestre de 2019 e previsões para 2020.

Investidores também começam o pregão na expectativa de decisão de juros do Banco Central, com a maioria das apostas na direção de um corte da taxa Selic para 4,25%, bem como precificação oferta de ações da Petrobras em poder do BNDES, ambas previstas para após o fechamento do mercado.

Às 10:05, o Ibovespa subia 0,33%, a 115.938,31 pontos.

O Ibovespa abriu​​ a 115.562,65​​ pontos, com oscilação positiva de 0,01%, ​após fechar na sessão anterior em alta de 0,81%.

Veja o desempenho de outros índices da B3 nos primeiros negócios desta quarta-feira:

- IBrX 100:0,19%, 48.951,33​ pontos.

- IBrX 50:0,14%, 18.814,93 pontos.

- IBrA:0,22%, 4.610,11 pontos.

- Índice Small Cap (SMLL):0,49%, 2.955,27 pontos.

- Índice MidLarge Cap (MLCX):0,18%, 2.215,17 pontos.

- Índice Dividendos (IDIV):0,41%, 6.878,46 pontos.

- Índice Financeiro (IFNC):0,07%, 12.779,91 pontos.

- Índice de Consumo (ICON):0,36%, 5.610,95 pontos.

- Índice de Energia Elétrica (IEE):0,31%, 79.986,26 pontos.

- Índice de Materiais Básicos (IMAT):0,20​%, 3.703,54 pontos.

- Índice do Setor Industrial (INDX):0,45%, 21.874,87 pontos.

- Índice Imobiliário (IMOB):0,82%, 1.496,92 pontos.

- Índice Utilidade Pública (UTIL):0,29%, 9.103,63 pontos.

- Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE):0,19%, 4.255,76 pontos.

- Índice de Ações com Governança Diferenciada (IGCX):0,21%, 18.580,46 pontos.