Cereais correm risco de danos por geadas após plantio atrasado na UE, diz Mars

(Reuters) - A tolerância dos cereais de inverno da União Europeia às geadas está muito aquém do normal neste ano, com temperaturas acima da média elevando os riscos a uma safra já atrasada, disse nesta segunda-feira o Mars, unidade de monitoramento agrícola da UE.

A temporada de plantio no outono europeu foi interrompida por fortes chuvas nos países ocidentais e pela seca em algumas regiões do leste, fazendo com que safras como a de trigo estejam atrasadas em relação ao ritmo normal de desenvolvimento antes do inverno.

"As condições térmicas têm sido muito mais amenas que o normal nas regiões central, leste e sudeste da Europa", disse o Mars em relatório mensal.

"A situação atual é delicada, pois as safras de inverno em muitas dessas regiões estão subdesenvolvidas devido ao plantio atrasado e às condições inadequadas de umidade do solo, que, combinadas com a tolerância reduzida ao frio, fazem delas particularmente vulneráveis aos danos por geadas", acrescentou o órgão.

Os cereais de inverno desenvolvem uma tolerância a baixas temperaturas, em um processo conhecido como endurecimento, para sobreviver a geadas e condições congelantes durante o período de dormência.

As temperaturas mais altas devem persistir na maior parte da UE até 20 de dezembro, o que limitaria o endurecimento das safras em um período em que, segundo o Mars, ainda não são esperados danos por geadas.

(Por Forrest Crellin)