Com crise, financeiras inovam e emprestam dinheiro pela internet

Modalidade, porém, tem armadilhas e brasileiro deve tomar cuidado para não se encrencar

Financeiras emprestam a partir de R$ 2.000 pela internet

Financeiras emprestam a partir de R$ 2.000 pela internet

Getty Images

As contas não param de chegar e o salário não é suficiente para pagar todos os boletos: alguma semelhança com a sua casa? Com a crise, essa situação está se tornando cada vez mais comum nos lares brasileiros. O que fazer? Atrasar, pagar no crédito ou pegar um empréstimo?

Ferramenta acessível ao brasileiro, a internet ajuda a traçar estratégias e agir para acabar com as dívidas. De olho nisso, as financeiras identificaram a oportunidade e estão oferecendo dinheiro on-line — sem que o cliente precise ir à uma loja ou esperar até uma semana para receber o valor do empréstimo.

O analista contábil Claudio Rossi, de 60 anos, é um desses clientes. Ele precisou fazer um empréstimo de R$ 2.000 e, em uma pesquisa na internet, descobriu que poderia conseguir o dinheiro de forma mais rápida e prática.

— O que me atraiu mais foi a facilidade de explicação do site. Resolvi tudo por e-mail e, em um dia, recebi o dinheiro na minha conta. Agora, vou pagar em um ano. Se fosse em uma loja física, teria que apresentar muitos documentos e demoraria para receber o valor. Como precisava de forma emergencial, preferi pegar o empréstimo on-line.

Inadimplência do consumidor sobe 16,9% em um ano

A pensionista Cecília Bueno Pereira da Silva, de 62 anos, também encontrou na internet a praticidade de conseguir o dinheiro de um empréstimo.

— Tive uma emergência de saúde e precisei de R$ 1.000. O dinheiro caiu na conta no mesmo dia. Vou pagar em oito vezes.

Ela conta que já possui um empréstimo consignado de 72 meses e que o seu limite já estava comprometido. Assim, a opção on-line foi mais simples e resolveu a necessidade dela.

O diretor da Enova/Simplic, ferramenta de empréstimos pessoais on-line, Rafael Pereira, afirma que a empresa começou a operar no meio do ano passado e que já teve mais de 1 milhão de visitantes únicos em seu site.

— Nós fazemos empréstimos de até R$ 2.500. Mas o valor médio buscado pelos consumidores fica abaixo de R$ 2.000. E os clientes podem dividir o pagamento em, no mínimo, três parcelas e, no máximo, 12.

O presidente executivo da Lendico no Brasil, Marcelo Ciampolini Neto, afirma que a empresa começou a operar no Brasil em julho deste ano e que, em menos de três meses, já recebeu 29 mil solicitações de empréstimos e que, em média, o valor solicitado pelos consumidores fica em torno de R$ 10 mil.

— Esperamos que, até o fim do ano, sejam emprestados mais de R$ 10 milhões.

O sócio-fundador da Geru, Sandro Reiss, explica que os principais benefícios para os empréstimos on-line são a conveniência, a praticidade, a transparência e preço do crédito.

— O consumidor nem sempre tem tempo para ir no horário comercial em cada financeira para pesquisar o preço do empréstimo. Além disso, com a ferramenta, ele pode saber de forma prática e simples como irá pagar e quanto irá custar o empréstimo. E ainda, como os custos para uma empresa on-line são menores do que o de uma estrutura física, nós podemos repassar esse benefício para o cliente e o preço do crédito fica abaixo da média do mercado.

O presidente e fundador da Bom Pra Crédito, Ricardo Kalichsztein, também começou a operar no início do ano passado e, de lá para cá, teve mais de 4 milhões de visitas no site. Essa ferramenta, diferentemente da Simplic, não empresta dinheiro diretamente, mas faz a intermediação entre o cliente e 18 instituições parceiras.

— O consumidor entra na ferramenta, faz um cadastro só e pode consultar os melhores preços pelas 18 financeiras ao mesmo tempo. Se fosse em cada uma delas, o cliente teria que preencher um formulário para cada uma. Aqui, ele agiliza esse processo com um só formulário simples.

O Bom Pra Crédito afirma que já intermediou a venda de quase R$ 30 milhões de empréstimos e que a taxa de juros varia conforme a garantia do empréstimo. Pode ser de 1,5% ao mês para imóveis ou veículos como garantia a entre 10% e 12% ao mês para os empréstimos com cheque ou boleto, que não têm garantia para a financeira.

Os valores oferecidos pelas financeiras por meio do Bom Pra Crédito são os mesmos das lojas físicas, assim, é possível ter um empréstimo de até R$ 3 milhões, caso a garantia para o valor seja um imóvel, por exemplo.

Leia mais sobre Economia e ajuste suas contas

R7 Play: assista à Record onde e quando quiser

Simulações

O R7 fez simulações nas três empresas para um empréstimo de R$ 2.500 pagos em 12 meses. Os valores encontrados foram os seguintes:

— Enova/Simplic: 12 parcelas de R$ 448,04 (total: R$ 5.376,48)

— Geru: 12 parcelas de R$ 255,51 (total: R$ 3.066,12)

— Lendico: 12 parcelas de R$ 252 (total: R$ 3.024)

Na Bom Pra Crédito, não foi possível fazer a simulação on-line. A reportagem recebeu uma ligação de uma financeira que pedia para ir a uma loja física.