Economia Comitê rejeita dois nomes indicados ao conselho da Petrobras

Comitê rejeita dois nomes indicados ao conselho da Petrobras

Os dois candidatos teriam conflito de interesses por ocuparem cargos de alto escalão no governo, segundo avaliação

Reuters - Economia
Comitê rejeita dois indicados para o conselho da Petrobras

Comitê rejeita dois indicados para o conselho da Petrobras

REUTERS/Sergio Moraes-14/0/2022

Dois dos sete indicados do governo brasileiro para o novo conselho de administração da Petrobras não atendem aos requisitos para ocupar o cargo, afirmou o Celeg (Comitê de Elegibilidade) da companhia nesta quinta-feira (14).

Jônathas Assunção Salvador Nery de Castro e Ricardo Soriano de Alencar, ambos escolhidos pelo presidente Jair Bolsonaro, não estão qualificados para se tornar membros do conselho do gigante do petróleo, concluiu o comitê com base em seu regimento interno, segundo a ata da última reunião.

O comitê apurou que ambos os candidatos teriam conflito de interesses se atuassem no conselho, uma vez que ocupam cargos de alto escalão no governo Bolsonaro. Castro é funcionário da Casa Civil, enquanto Alencar é procurador-geral do Tesouro Nacional.

O relatório do Celeg não é vinculativo. Ambos os candidatos ainda podem ser conselheiros até a aprovação do atual conselho e dos acionistas da Petrobras.

As outras cinco escolhas do governo e os dois indicados pelos acionistas minoritários receberam o sinal verde do comitê.

Em junho, o comitê aprovou a indicação de Caio Paes de Andrade para próximo presidente-executivo da estatal.

Últimas