Economia Confiança do comércio cai 2,3 pontos em novembro, diz FGV

Confiança do comércio cai 2,3 pontos em novembro, diz FGV

Pesquisa mostra que houve piora na confiança em quatro dos seis principais segmentos do comércio

Agência Estado - Economia
Esta é a segunda queda consecutiva do indicador

Esta é a segunda queda consecutiva do indicador

Sebastião Moreira/EFE - 01.09.2020

O Icom (Índice de Confiança do Comércio) caiu 2,3 pontos na passagem de outubro para novembro, para 93,5 pontos, a segunda queda consecutiva, informou nesta quinta-feira (26) a FGV (Fundação Getulio Vargas). Em médias móveis trimestrais, o indicador recuou 1,2 ponto.

"O segundo resultado negativo da confiança do comércio, em novembro, mostra que voltam a surgir obstáculos para recuperação do setor. A piora no mês foi influenciada pela percepção de redução do ritmo de vendas e ligeiro aumento das expectativas em relação aos próximos meses, mas ainda em patamar baixo. A dificuldade na recuperação da confiança do consumidor, a redução dos benefícios do governo e o cenário ainda negativo do mercado de trabalho sugerem que a retomada do comércio ainda pode encontrar mais obstáculos e que o ritmo pode ser mais lento do que o observado nos últimos meses", avaliou Rodolpho Tobler, coordenador da Sondagem do Comércio no Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.

Em novembro, houve piora na confiança em quatro dos seis principais segmentos do comércio.

O ISA-COM (Índice de Situação Atual) recuou 5,4 pontos, para 99,7 pontos. Já o IE-COM (Índice de Expectativas) subiu 0,9 ponto, para 87,5 pontos.

A coleta de dados para a edição de novembro da Sondagem do Comércio foi realizada entre os dias 3 e 24 do mês, com informações de 802 empresas.

Últimas