Economia Confiança dos serviços interrompe série de cinco altas seguidas

Confiança dos serviços interrompe série de cinco altas seguidas

Resultado negativo de setembro demonstra que os empresários do setor “ligaram o sinal de alerta’, aponta FGV

  • Economia | Do R7

Confiança dos serviços figura nos 97,3 pontos

Confiança dos serviços figura nos 97,3 pontos

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ICS (Índice de Confiança de Serviços) interrompeu a sequência de cinco altas positivas e caiu 2 pontos em setembro, para 97,3 pontos, mostram dados divulgados nesta quarta-feira (29) pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

Na comparação trimestral, o indicador ainda manteve o resultado positivo, com desempenho 1,2 ponto superior ao apurado entre os meses de abril e junho.

Rodolpho Tobler, economista do Ibre (Instituto Brasileiro de Economia), avalia que o resultado negativo ainda não parece sugerir uma reversão da tendência positiva, mas demonstra que os empresários ligaram o sinal de alerta.

"Neste mês, o resultado foi mais influenciado pela revisão das expectativas em relação aos próximos meses, mas também foi afetado pela observação de ligeira piora na percepção da situação corrente. Mesmo com resultado negativo, o nível de confiança do setor de serviços continua acima do nível pré-pandemia", aponta ele.

Ainda assim, Tobler cita que alguns fatores podem frear o ritmo de recuperação, como a recente queda da confiança do consumidor, a lenta recuperação do mercado de trabalho, a inflação em nível elevado e as incertezas relacionadas ao controle da pandemia.

Em setembro, o resultado negativo do ICS foi influenciado principalmente pelo IE-S (Índice de Expectativas), cujo resultado caiu 3,4 pontos, para 102,3 pontos. O ISA-S (Índice de Situação Atual), por sua vez, recuou 0,7 ponto, para 92,3 pontos. Ambos os índices interrompem as altas consecutivas ocorridas nos últimos cinco meses.

Últimas