Economia Confira dicas de segurança para evitar problemas nas compras

Confira dicas de segurança para evitar problemas nas compras

Consumidor deve ter alguns cuidados para aproveitar a data e evitar problemas, além de driblar a compra por impulso

  • Economia | Do R7

É importante fazer uma pesquisa de preços antes da compra

É importante fazer uma pesquisa de preços antes da compra

Freepik

O consumidor deve ficar atento para evitar problemas durante as compras da Black Friday. Uma das dicas é ficar atento aos links enviados por email, WhatsApp ou mensagens. Segundo orientação do Procon-SP, o indicado é o consumidor tomar a iniciativa e fazer a pesquisa pela internet. “É muito mais seguro, e assim é mais fácil evitar problemas”, alerta Fernando Capez, diretor-executivo do Procon-SP.

Veja a seguir as dicas de segurança do Procon-SP e da Getnet, empresa de tecnologia especializada em meios de pagamentos, antes de ir às compras.

1. Garantia de que o site é seguro

undefined

O consumidor deve estar alerta para a existência de empresas-fantasma que criam sites falsos e oferecem ofertas enganosas. Os dados do fornecedor devem ser sempre checados antes de qualquer compra ou contratação.

É muito comum os fraudadores utilizarem sites falsos para imitar grandes marcas. Para não cair na ação de criminosos, verifique:

•  a URL do site. Em geral, sites falsos apresentam a inclusão de alguns números ou letras em sua URL para se assemelhar ao site original;

•  o domínio do site. Os domínios mais comuns são ".com" e ".br". Desconfie de domínios poucos usuais;

•  "HTTPS", que é um protocolo de segurança adicional responsável por criptografar a troca de dados entre o site e o comprador;

•  inconsistências do site. Erros de português e de ortografia e até mesmo imagens com baixa resolução/não originais são marcas registradas de sites fraudulentos; e

• selos de segurança. Eles são a marca visível de que a empresa se compromete a garantir a segurança do tráfego dos dados na compra online. Geralmente são clicáveis e redirecionam para o responsável pelo selo.

2. Cuidado com os emails promocionais

undefined

O termo phishing é utilizado para nomear os emails que se passam por uma marca conhecida e fazem promoções com o objetivo de conseguir cliques, para roubar informações pessoais e até mesmo levar para um site falso.

•  Verifique o endereço do email: preste atenção em possíveis erros de digitação.

• Verifique se as resoluções das imagens são boas e se não são "montagens": desconfie de promoções com preços mirabolantes, pesquise antes de comprar.

3. Verifique as formas de pagamento

undefined

Antes de finalizar uma compra online, é importante validar se a página de pagamento do site é confiável para fornecer os seus dados.

• Veja se a loja aceita diversos meios de pagamento, como cartão de crédito de diversas bandeiras, boleto e Pix.

• Pagar pelo cartão de crédito pode ser uma boa escolha, já que permite cancelar a compra em caso de problemas. Em nenhuma hipótese forneça a senha do cartão. Geralmente, o único dado necessário é o CVV (número de segurança localizado atrás do cartão). Outra possibilidade para aumentar a segurança é utilizar um cartão virtual.

4. Boletos falsos e Pix

undefined

É fundamental ter muito cuidado com boletos falsos; o consumidor deve ler o boleto com cuidado e conferir todos os dados antes de finalizar o pagamento — como o nome da empresa, data, CNPJ etc.

Caso o consumidor caia nesse golpe, pode procurar o Procon-SP, ou o Procon de sua cidade, para que o órgão de defesa tente intermediar uma solução com o banco.

Outro ponto a ser observado diz respeito ao pagamento via Pix — o consumidor deve ficar atento em relação ao destinatário do pagamento, já que esse meio não possibilita estorno de valores.

5. Pesquisa de preços

undefined

É importante fazer uma pesquisa de preços, evitando comprar no primeiro local e comparando os valores em diferentes fornecedores.

Verificar o preço total, incluindo todas as despesas, como o valor do frete, eventuais despesas contratuais e, no caso de compras a prazo, o valor das prestações, os juros etc., também são medidas necessárias.

6. Liste as prioridades

undefined

O Procon-SP recomenda que o consumidor faça uma lista do que pretende comprar, elegendo um limite de gastos para que o orçamento não fique prejudicado ao final da Black Friday.

“Faça uma lista das suas prioridades para não sair da Black Friday endividado. Priorize o que você realmente estava precisando comprar ou esperando por uma boa oportunidade. Não se deixe influenciar por essa quantidade de promoções que as empresas estão fazendo”, alerta Capez.

Fontes: Procon-SP e Getnet

Últimas