Economia Consumo de energia no Brasil fica quase estável na 1ª metade de setembro, diz CCEE

Consumo de energia no Brasil fica quase estável na 1ª metade de setembro, diz CCEE

ENERGIA-CCEE-CONSUMO-SETEMBRO:Consumo de energia no Brasil fica quase estável na 1ª metade de setembro, diz CCEE

Reuters - Economia

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O consumo de energia no sistema elétrico brasileiro se manteve quase estável nas primeiras duas semanas de setembro ante o mesmo período do ano passado, com leve aumento de 0,2%, para 64.693 MW médios, informou nesta quarta-feira a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Na comparação com o mesmo período de 2019, porém, houve um aumento de 4,2% no consumo.

O consumo no mercado livre (ACL), ambiente em que grandes indústrias e centros comerciais podem negociar diretamente contratos de suprimento, foi de 22.001 MW médios, alta de 5,5% na comparação anual.

Já o mercado regulado (ACR), no qual pequenas e médias empresas e residências adquirem eletricidade junto às distribuidoras, demandou 42.692 MW médios, um recuo de 2,4% frente ao ano passado, influenciado pelo feriado de 7 de setembro, que ocorreu numa terça-feira e levou a emendas na segunda-feira para parte do comércio, disse a CCEE.

"Os números também foram influenciados pela saída de consumidores do ACR para o ACL nesse período. Se desconsiderarmos o efeito de migração entre os ambientes nos últimos doze meses, o mercado livre teria crescido 1,1% enquanto o mercado regulado recuaria menos, cerca de 0,2%", disse a câmara. 

(Por Marta Nogueira)

Últimas