Copa e eleições em 2014 ampliam oportunidades no mercado de trabalho de jornalistas

Setor prevê que cobertura desses grandes eventos aumentará contratação de profissionais

Copa e eleições em 2014 ampliam oportunidades no mercado de trabalho de jornalistas

A Copa do Mundo e as eleições de 2014 devem ampliar oportunidades no mercado de trabalho do jornalismo no próximo ano. Para compensar as redações enxutas e a necessidade de cobertura dos dois eventos por todo o País, os meios de comunicação devem contratar mais levas de profissionais ao término do primeiro semestre do ano que vem, momento no qual coincidem os jogos da Copa com o início da campanha presidencial. A perspectiva foi traçada pelos participantes do Mídia.JOR, evento promovido pela Revista Imprensa, em São Paulo, que começou nesta segunda-feira (7).

Os veículos de comunicação preveem suplementos especiais, com parcerias para publicar novidades sobre a Copa de 2014. Com novos patrocínios, aumenta o número de contratações de jornalistas.

No entanto, o jornalista e professor da PUC-SP Marcos Cripa pondera que a categoria passa por uma crise de identidade atualmente.

— A gente vive um momento de crise de identidade, em que as pessoas não acreditam muito no que o jornalista diz... As redações estão enxutas e parece não haver uma real melhora nas condições de trabalho ou salariais.

A saída

Os jornalistas que participaram dos painéis desta segunda-feira (7) concordam que uma das principais saídas para o profissional da área encontrar um ambiente com boas condições de trabalho, independência e perspectivas de remuneração é a internet.

Leia mais notícias de Economia

Leia mais notícias de Empregos

De acordo com a jornalista Rosana Jatobá, a chance de pulverizar a informação nas redes sociais possibilita ao jornalista fazer um trabalho independente, no qual não dependa da oferta de vaga exclusivamente de grandes empresas.

— Um jornalista que tiver um blog não vai ter que ficar perguntando viés ou qual a preferência do local que trabalha para aquele tipo de assunto. A internet está abrindo várias possibilidades em um momento em que todo mundo pode gerar conteúdo.

A jornalista também aponta que o profissional com habilidade em várias mídias tem maior chance de conseguir sucesso tanto nas grandes empresas de comunicação quanto no jornalismo independente de um blog na internet.

— A tendência é [ser] multimídia. Fazer tudo ao mesmo tempo agora é muito rico. Esse aprendizado de fazer várias coisas é o que me deu força e robustez pra fazer o que faço hoje. Eu recomendo a especialização, mas antes disso, [tem que] ser generalista e multimídia, sim.