Economia Criação de vagas de trabalho nos EUA deve ter sido forte em julho com fatores técnicos

Criação de vagas de trabalho nos EUA deve ter sido forte em julho com fatores técnicos

MACRO-EUA-EMPREGOS:Criação de vagas de trabalho nos EUA deve ter sido forte em julho com fatores técnicos

Reuters - Economia

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - A criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos provavelmente permaneceu robusta em julho em meio a mudanças no emprego sazonal em escolas devido à pandemia, o que pode mascarar algum abrandamento nas condições do mercado de trabalho conforme diminui o impulso do estímulo fiscal e da reabertura da economia.

O relatório de emprego do Departamento de Trabalho pode mostrar nesta sexta-feira abertura de 1 milhão de postos de trabalho no mês passado devido aos chamados fatores de ajuste sazonal, que também devem inflar o emprego em montadoras e nos setores de lazer e hospedagem.

Antes da pandemia de Covid-19, o emprego no setor de educação normalmente caía em cerca de 1 milhão de vagas com as escolas fechadas, enquanto as paralisações temporárias de fábricas para reequipamento no verão pesavam sobre as montadoras. Mas neste ano muitos estudantes estão nas escolas de verão para recuperar o ensino depois dos problemas causados pelo coronavírus.

A escassez de chips forçou as montadoras a fazer mudanças em seus calendários normais de produção. Isso pode ter impactado o momento dos fechamentos temporários, o que pode confundir o modelo que o governo usa para eliminar flutuações sazonais dos dados do relatório. Fatores sazonais também devem ter impulsionado os empregos em lazer e hospedagem.

Segundo pesquisa da Reuters com economistas, provavelmente foram criadas 870 mil vagas de trabalho no mês passado depois de 850 mil em junho.

Isso deixaria o emprego com 5,9 milhões de postos abaixo de seu pico de fevereiro de 2020. As estimativas variaram de 350 mil a 1,6 milhão, o que destaca a incerteza em torno do relatório de emprego de julho.

Últimas